Restos de homens não existem

Uma excelente história de um pai de família, mutilado pela guerra no Afeganistão, mas que superando suas limitações físicas, encontrou no trabalho sua dignidade.

mahmoud“Sou um resto de homem, mas se você me ajudar estou pronto para fazer qualquer coisa, mesmo que eu tenha que me arrastar no chão”, disse Mahmoud, um pai mutilado pela guerra no Afeganistão, querendo trabalho e dignidade. Foi o funcionário mais produtivo.

Assista “Restos de homens não existem” em http://on.ted.com/Cairo (ativar legenda em Português)

Durabilidade da “Adidas Adi Questra”

Pergunto a Adidas se a durabilidade da chuteira “Adi Questra” é assim tão baixa? Sendo tão baixa, o preço praticado não está errado? Ou a propaganda está equivocada?

Há exatos 1 ano atrás, adquiri uma chuteira para Futebol Society (Adidas Adi Questra), para uso semanal, por um preço no meu entender justo. Antes de completar 1 ano de uso (média de 3 utilizações por mês), a parte esquerda da sola da chuteira se soltou, como se tivesse descolada. Paciência… levei para um sapateiro, o qual colou. Duas semanas depois, a parte direita da mesma chuteira descolou também, porém desta vez de forma irrecuperável.

Em me senti prejudicado. Primeiro porque não paguei barato por esta chuteira. Segundo que a média de utilizações em um único mês era de 3 vezes, ou seja, 36 usos no espaço de um ano. Continue lendo “Durabilidade da “Adidas Adi Questra””

Celular bloqueado pela OI

Se você têm um celular bloqueado pela OI, provavelmente ele é antigo. Caso você queira desbloquear este aparelho, prepare-se para andar e se desgastar. Ou então, pague por isso.

Parece que a OI mudou o famoso slogam “DIGA NÃO AO BLOQUEIO” para “DIGA NÃO AO DESBLOQUEIO”.

Enquanto aguardo o laudo da MOTOenROLA, que avaliará o vidro trincado do meu quase descartável Defy, tirei da gaveta um antigo Sony Ericsson K310i, bloqueado pela OI. Após várias tentativas (sem sucesso) de desbloquear este aparelho por conta própria, em casa, resolvi procurar pessoalmente uma loja da OI. Preferi ter mais este esforço do que pagar R$20,00 no Camelódromo da Uruguaiana. Continue lendo “Celular bloqueado pela OI”

Fiel Palavra

Notícia sobre o novo site bíblico Fiel Palavra (www.fielpalavra.com)

Está no ar o site Fiel Palavra (www.fielpalavra.com), o qual representa a migração do antigo site evangelístico www.oevangelho.cjb.net, o qual será desativado em breve.

Entrem, leiam as mensagens publicadas, cadastrem-se e divulguem à vontade. Que Deus seja glorificado!

Para saber mais detalhes sobre este projeto, clique aqui.

Quanto vale um cliente?

Minha sogra e a OI. Uma história de frustração, desrespeito e contrangimento.

Preciso expor um fato que ocorreu em uma loja OI, no Plaza Shopping de Niterói-RJ, fato este que trouxe indignação, incômodo, constrangimento, transtorno e perda de tempo para mim, minha esposa, meus dois filhos, que estávamos acompanhando minha sogra, com o propósito de tão-somente contratar para ela um plano chamado Oi Conta Total Light. O fato ocorrido se deu em duas tentativas, uma no dia 24/10 (sábado) e a última hoje, 28/10 (quarta-feira), ambas sem sucesso.

Minha sogra chama-se XXXXX, cliente da OI no telefone fixo XXXX, RG XXXX e CPF XXXX

No ano de 1982 ela tirou um CPF provisório. Era o antigo CIC. Posteriormente ela deveria pegar seu CIC definitivo, mas nunca fez isto. Entretanto, desde então, há 27 anos, ela utiliza este documento, com a informação do número de CIC/CPF, para tudo:

1) Fazer crediários;
2) Abrir conta bancária;
3) Retirar sua aposentadoria do INSS e (obviamente, porque não?);
4) Contratar plano de operadora de telefonia (antiga telemar – vide anexo).

Insatisfeita com a outra operadora e desejando um plano que atendesse às suas necessidades, eu e minha família dispomos de tempo para ajudar minha sogra nesta questão, a princípio, muito simples. Uma operadora quer vender, e ela (uma cliente antiga para linha fixa) queria contratar um novo plano.

Em um intervalo de 40 minutos, entramos eu e minha sogra na referida loja OI, olhamos o folder com os planos disponíveis, escolhemos o melhor plano para ela, escolhemos o aparelho novo que ela tanto queria e aguardamos nossa vez para sermos atendidos por uma vendedora. Esta estranhou que existisse um documento (CIC) tão antigo, mas nem por isso interrompeu o atendimento. Ao fim do cadastro, o gerente desta loja vetou a venda!!! Para a minha surpresa e, logicamente, para ela, uma senhora de 61 anos, a qual sofre dos nervos e toma medicamentos diariamente, o “gerente-que-recebe-ordens-de-cima” não reconheceu o CIC provisório dela como um documento válido!!!! Sem acreditar, nossa única opção foi sairmos da loja, boquiabertos. Não houve qualquer negociação, nenhuma compreensão, um mínimo de consideração e bom senso por parte da OI.

Minha sogra tem usado este documento por longos 27 anos, sem passar qualquer constrangimento. E agora a OI se julga no direito de não reconhecer o velho CIC dela como um documento válido, apesar de ela JÁ SER UMA CLIENTE! Mesmo tendo que engolir essa atitude grotesta e descabida da OI, ela se dirigiu para uma agência dos Correios mais próxima (Fonseca – Niterói) para solicitar uma 2ª via do seu agora CPF. Bom, agora ela tem um PROTOCOLO, emitido pelos Correios, uma instituição do governo confiável. Pensamos: “agora a OI irá aceitar o número do CIC dela, pois ela tem um protocolo emitido pelos Correios”.

Hoje, 28/10, fomos novamente na mesma loja, levando um amigo nosso por segurança, funcionário da OI, no caso de haver uma nova negativa. E a negativa infelizmente veio! VIVA A OI!!!! Mesma vendedora, outra gerente-substituta (Marina), e infelizmente a mesma resposta: “a OI não reconhece esse documento como válido”. Nem mesmo com um protocolo emitido pelos Correios! Agora a OI se superou, pois está colocando em dúvida os Correios! E porque não falar da Receita Federal, a qual, através do seu site, dá que o número do CPF dela está REGULAR!

Apesar de todos os esforços do meu amigo, o qual é funcionário da OI, efetuando diversas ligações e falando, inclusive, com o supervisor daquela loja (Diogo), a OI CONSEGUIU A FAÇANHA E OBTEVE SUCESSO EM NEGAR UMA SIMPLES VENDA, por duas vezes consecutivas, a uma mesma pessoa, trazendo tristeza, revolta e constrangimento a uma cliente que só queria um plano melhor para ela. Eu pergunto: quantas vendas a OI já não perdeu com esta atitude insana e desrespeitosa? Acabei descobrindo que meu sogro e minha mãe, ambos possuem o mesmo CIC, cor parda, com o rótulo de provisório em marca d’água, mas com um número igualmente válido e regular na Receita Federal. Já são dois clientes pré-vetados na OI. Minha mãe que não saia da VIVO, senão sofrerá o mesmo que minha sogra está sofrendo.

O atual slogam da OI é: EU POSSO! Pode o quê? Minha sogra SÓ PODE se esperar de 30 a 60 dias o CPF dela definitivo chegar em sua residência. Que tal a OI avisar a todo o Brasil o seguinte:

Idosos de todo o Brasil… quem tiver um CIC provisório, mesmo que o número esteja regular na Receita Federal, e quiser vir para a OI, façam o favor… tirem a 2ª via, aguardem 60 dias em casa, para finalmente poderem desfrutar de nossos excelentes serviços…

Parece uma piada, não é?

Sinto-me culpado, por ter indicado a OI para minha sogra, e feito ela cancelar sua conta na outra operadora. Agora terei que ficar ouvindo suas queixas? De jeito nenhum… ela vai é para a TIM, para a Claro, para a VIVO… mas PARA A OI? De jeito nenhum. Ela poderá gastar um pouco mais, mas poderá continuar (se quiser) usando seu velho CIC, sem se preocupar que é provisório, quem sabe até morrer, desde que não se esbarre novamente com a OI.